quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Uma quinta-feira como outra qualquer



Ao que parece o "dia dos namorados" já não é o que era antigamente. Não sei se é por eu me encontrar num local onde estudam pessoas com uma idade superior aos 16 anos (portanto já têm idade para ter juízo) ou se simplesmente o famoso "dia dos namorados" perdeu a sua tremenda essência. Ora tirando as tretas do costume que os meios de comunicação social, nomeadamente a televisão, nomeadamente a tvi, que tanto alarido fez ao dia dos namorados, os episódios tristes não foram muito notórios. Se calhar está tudo planeado para ser surpresa ás meninas e a festa seja ao jantar!

Contudo o dia correu muito bem sem nenhuma noticia de maior importância, excepto uma. Poderiam dizer então e blábláblá "guerra aberta ao Iraque" por parte do Hezbollah e não sei que?

Líder do Hezbollah promete "guerra aberta" contra Israel

A resposta é simples: Israel não se aguenta mais de uma semana sem estar em guerra...portanto a notícia é completamente NORMAL! De modo que esta não é a noticia importante.

A importância é hoje atribuída a Hishami, um rapaz que foi preso no metro de Lisboa, mais nomeadamente na estação de entre campos, mais nomeadamente na linha amarela, mais nomeadamente enquanto esperava pelo metro, mais nomeadamente enquanto brincava com uma bola "anti-stress", mais nomeadamente porque a atirava de um lado ao outro da linha, mais nomeadamente porque ofereceu resistência ao segurança, mais nomeadamente porque foi vitima de racismo étnico. A verdade é que Hishami foi preso e nada mais se sabe dele. Esperamos que estejas bem.


1 comentário:

Rui Carvalho ^ disse...

O Hisham já foi à escola e está bem de saude...

Acabou o drama L0L